buscar
´

Diferenças entre o saque imediato e o saque-aniversário do FGTS

No mês de setembro de 2019 a Caixa Econômica Federal começou a liberar saque imediato de até R$ 500 do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), a outra modalidade disponível é o saque-aniversário, que começa em abril do ano que vem. Porém, estão surgindo muitas dúvidas entre as duas modalidades, e por isso vamos aqui explicar como funciona cada tipo.

Economia
1 mês atrás
Diferenças entre o saque imediato e o saque-aniversário do FGTS

Entenda tudo desde o básico

Antes de tudo é bom saber que:

  • Os saques não são obrigatórios, sendo que se o trabalhador quiser, pode manter o dinheiro no Fundo de Garantia.
  • O saque-aniversário é de acordo com a data de nascimento do trabalhador.
  • A liberação abrange contas vinculadas do FGTS que ainda estão recebendo depósitos do empregador atual, as contas ativas, e também de empregos anteriores, as contas inativas.
  • O trabalhador que optar por qualquer das duas modalidades de saque continuará a ter direito à multa de 40% em caso de demissão sem justa causa.
  • O saque imediato vai até 31 de março de 2020.
  • Em uma primeira etapa, terão o dinheiro liberado somente os correntistas da Caixa e em seguida quem não tem conta no banco.
  • Trabalhadores que desejam aderir à modalidade de saques anuais das contas ativas e inativas do Fundo de Garantia podem registrar essa opção a partir desta terça, por meio de um aplicativo de celular ou então pelo site da Caixa Econômica Federal.
  • O saque de uma modalidade não gera aprovação à outra.

A diferença

No saque imediato só poderá ser realizado o saque uma única vez, ou seja, se o trabalhador retirar o dinheiro, ele não terá direito a novo saque. Já no saque-aniversário o dinheiro será liberado uma vez ao ano, sempre de acordo com o aniversário do trabalhador.

O recolhimento do dinheiro da modalidade do saque imediato será liberado automaticamente para quem tem conta poupança individual na Caixa. Os beneficiários com conta corrente ou conjunta na Caixa devem autorizar o depósito automático do dinheiro. Quem não tem conta na Caixa não precisa informar o banco se vai ou não sacar o dinheiro, no entanto se decidir retirar o valor, basta sacar o dinheiro nas lotéricas ou caixas eletrônicos, se não quiser basta deixar lá. Mas para o saque-aniversário, o trabalhador deve comunicar à Caixa Econômica que quer receber os valores anualmente.

Quem optar pelo saque imediato fica impedido de retirar o valor total em caso de demissão sem justa causa. Porém, continuará tendo direito a movimentar a conta do FGTS em todas as hipóteses previstas em lei, como por exemplo, aposentadoria, compra da casa própria e doenças graves.

No caso do saque-aniversário, perderá o direito ao saque-rescisão, isto é, não poderá retirar o saldo total de sua conta do FGTS ao ser demitido. E ficar impedido de movimentar o dinheiro dentro das seguintes situações:

  • demissão sem justa causa
  • rescisão por culpa recíproca ou força maior
  • rescisão em comum acordo entre o trabalhador e empregador
  • extinção do contrato de trabalho a termo e temporário
  • falecimento do empregador individual
  • falência da empresa ou nulidade de contrato
  • suspensão do trabalho avulso

Valores permitido de saque para cada modalidade

Para o saque imediato é permitido tirar até R$ 500 de cada conta vinculada do FGTS. Por exemplo, se o trabalhador tiver duas contas, uma com saldo de R$ 1.000 e outra com saldo de R$ 2.000, ele poderá sacar R$ 500 de cada uma delas.

No saque-aniversário só é permitido sacar um percentual do saldo da conta do FGTS. Para contas com até R$ 500, será liberado 50% do saldo, percentual que vai se reduzindo quanto maior for o valor em conta. Para as contas com mais de R$ 500, os saques serão acrescidos de uma parcela fixa.

Passo a passo para simular o valor que pode ser retirado e  aderir ao saque-aniversário

1º Passo: O trabalhador entra no site da Caixa e acessa o link do saque-aniversário;

2º Passo: O trabalhador deve informar o CPF, número do NIS ou e-mail cadastrado no sistema da Caixa e a senha também cadastrada anteriormente. Depois precisa apertar “Não sou um robô e a tecla acessar;

3º Passo: Em seguida aparecerá uma tela mostrando no topo da página o nome e a inscrição do beneficiário;

4º Passo: O trabalhador então deve entrar em “Meu FGTS”, que fica ao lado esquerdo da tela. E então escolher entre as opções “Simulador Saque Aniversário” e “Opção Sistemática de Saque FGTS”;

5º Passo: Se o trabalhador clicar em “Simulador Saque Aniversário”, verá o valor a que terá acesso em caso de optar pelo saque-aniversário e o período de saque. Na mesma tela é explicado como o valor é calculado. Além disso, há o detalhamento do saldo de todas as contas do FGTS, tanto ativas como inativas;

6º Passo: Ao clicar em “Opção Sistemática de Saque FGTS” será exibido a página onde pode optar pelo saque-aniversário e também simular o valor do saque-aniversário;

7º Passo: Ao optar para o saque-aniversário, o trabalhador precisa escolher a data de recebimento do FGTS (1º ou 10) e as opções de receber pelos canais de pagamento da Caixa ou ter o crédito em conta de outra instituição financeira. Por fim, é só clicar em salvar.

Voltar atrás

No caso do trabalhador que tiver o dinheiro depositado automaticamente na conta da Caixa e não quiser retirar o dinheiro poderá solicitar ao banco que o dinheiro retorne ao Fundo de Garantia. Já quem não tem conta na Caixa e retirar o dinheiro não poderá devolver o dinheiro ao fundo em caso de arrependimento.

Se o trabalhador optar pelo saque-aniversário e se arrepender, ele só poderá voltar ao chamado saque-rescisão, que dá direito a sacar o valor integral do FGTS em caso de demissão sem justa causa, somente dois anos após a data da adesão ao saque-aniversário. E ele terá direito aos valores depositados na conta do FGTS a partir do fim do período de carência da migração (do 25º mês em diante).

Calendário

Para saque imediato:

Para quem tem conta poupança na Caixa:

  • Aniversário em janeiro, fevereiro, março e abril: crédito em conta a partir de 13/09/2019
  • Aniversário em maio, junho, julho e agosto: crédito em conta a partir de 27/09/2019
  • Aniversário em setembro, outubro, novembro e dezembro: crédito em conta a partir de 09/10/2019

Para quem não tem conta poupança na Caixa:

  • Aniversário em janeiro: saque a partir de 18/10/2019
  • Aniversário em fevereiro: saque a partir de 25/10/2019
  • Aniversário em março: saque a partir de 08/11/2019
  • Aniversário em abril: saque a partir de 22/11/2019
  • Aniversário em maio: saque a partir de 06/12/2019
  • Aniversário em junho: saque a partir de 18/12/2019
  • Aniversário em julho: saque a partir de 10/01/2020
  • Aniversário em agosto: saque a partir de 17/01/2020
  • Aniversário em setembro: saque a partir de 24/01/2020
  • Aniversário em outubro: saque a partir de 07/02/2020
  • Aniversário em novembro: saque a partir de 14/02/2020
  • Aniversário em dezembro: saque a partir de 06/03/2020

Para saque-aniversário:

  • Nascidos em janeiro e fevereiro – saques de abril a junho de 2020;
  • Nascidos em março e abril – saques de maio a julho de 2020;
  • Nascidos em maio e junho – saques de junho a agosto de 2020;
  • Nascidos em julho – saques de julho a setembro de 2020;
  • Nascidos em agostos – saques de agosto a outubro de 2020;
  • Nascidos em setembro – saques de setembro a novembro de 2020;
  • Nascidos em outubro – saques de outubro a dezembro de 2020;
  • Nascidos em novembro – saques de novembro de 2020 a janeiro de 2021;
  • Nascidos em dezembro – saques dezembro de 2020 a fevereiro de 2021.
  • A partir de 2021, o saque ocorrerá no mês do aniversário do trabalhador.

Consultar FGTS pelo app

Baixar o App da Caixa Econômica Federal é muito fácil, rápido e totalmente gratuito, ele está disponível para quem usa Android ou iPhone.

Para quem usa celulares Android, o download deve ser feito pelo Google Play, já os usuários do sistema iOS, o download é pela loja da Apple, a App Store.

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) foi criado com o objetivo de proteger o trabalhador demitido sem justa causa, mediante a abertura de uma conta vinculada ao contrato de trabalho. No início de cada mês, os empregadores depositam em contas abertas na Caixa, em nome dos empregados, o valor correspondente a 8% do salário de cada funcionário. O FGTS é constituído pelo total desses depósitos mensais e os valores pertencem aos empregados que, em algumas situações, podem dispor do total depositado em seus nomes.

Baixe agora mesmo e acompanhe de perto esse benefício dos trabalhadores brasileiros.

*Com informações da Caixa Econômica Federal.

Cuidado com o financiamento taxa zero
Para algumas pessoas comprar um automóvel 0Km é um sonho, para outros uma necessidade que acomete a cada dois ou três anos – quatro no máximo – e para outros a única...
Como consultar e receber o pagamento do PIS e Pasep
O abono salarial dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) do calendário 2019/2020 começa a ser pago nesta...
Como a China quer ser mais desenvolvida economicamente
Segundo o presidente (ditador) da China, Xi Jinping, ninguém poderá parar o povo chinês de avançar. Essa frase foi dita por Mao Tsé-Tung no mesmo local onde fora fundada a...
Como consultar o saldo FGTS pelo aplicativo da Caixa
Desde que foi anunciado que o FGTS estaria disponível para ser sacado por todos os trabalhadores que tem direito ao mesmo, muitos ficaram extremamente ansiosos com o que poderiam...
Receita liberou o quinto lote de restituição do IRPF 2019
A partir das 9 horas desta terça-feira (8), estará disponível para consulta o quinto lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2019. O lote de...

O Fusne é um site para quem ama internet, nós somos especializados em testar apps e tudo mais que envolve tecnologia. O que você vai encontrar por aqui é escrito por humanos, que vivem fazendo compras online, assim como você, então entende as suas dificuldades e felicidades nessas horas. O material do Fusne é testado várias e várias vezes pela equipe...